quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Erros e arrependimentos



Embora algumas pessoas têm receio em assumir, ninguém é perfeito. Todos cometemos erros e gostaríamos de nos enterrar vivos quando alguns deles vem a nossa mente, mas pior do que não assumir é não saber lidar quando a ficha cai e sentimos arrependidos, e nem com a pressão que gera na nossa mente.

Erramos porque interpretamos mal os sinais a nossa volta e confiamos cegamente na sensação de que o que se passa em nossa mente reflete a realidade e os que possuem uma opinião contra, não são inteligentes o suficiente para nos acompanhar. Essa postura é um tanto ingênua, não dá para se acomodar em tamanho pedestal e não dar ouvidos a mais ninguém, pois a mente pode ser bem manipuladora, ela elabora facilmente todos os argumentos que queremos ouvir até que seja tarde demais, pois cedo ou tarde o jogo vira e a realidade se apresenta sem máscaras e nos damos conta da catástrofe que criamos e o que antes passava desapercebido agora nos massacra sentimentalmente.

O arrependimento grita, muitas vezes às escuras, porque aprendemos que quem erra é idiota e, envergonhados, preferimos deixar esse pensamento nos consumir ao invés de lidar com ele, mas errar é humano, não devemos nos odiar por isso porque nunca teremos uma vida isenta de erros e sentir-se arrependido é um sinal de que temos sonhos e pessoas que amamos e não queremos ferir ou perde-las e podemos faz melhor. 

Esse post foi inspirado nas palestras da Kathryn Schulz no TED. Assistam: Estar errado e Não se arrependa do arrependimento




Foto: Amy Florence 

2 comentários:

Acho que não existe sentido nenhum na vida se não erramos ou nos arrependemos, é através dos nosso erros que aprendemos.. =**

talvez se eu não me arrependesse dos meus arrependimentos a vida teria uma outra luz.

:)

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More